full screen background image

Ronaldinho diz que Neymar é “piii” e revela o seu melhor time na balada

Entre uma pelada e outra, Ronaldinho Gaúcho agora precisa arrumar tempo para cumprir com suas obrigações de embaixador internacional do Barcelona. E o lançamento de uma nova linha do clube catalão fez o ex-jogador ir até um shopping na Zona Oeste de São Paulo na noite dessa quinta-feira. Com o famoso sorriso dentuço no rosto praticamente o tempo todo, o craque chegou a atender os jornalistas, mas acabou falando sobre a passagem de Neymar pelo Barça. Ciente da fúria de boa parte da torcida espanhola por causa da transferência de Neymar ao Paris Saint-Germain, Ronaldinho fez questão de exaltar a passagem de seu “sucessor” pelo Camp Nou.

“Esse é piii”, disse, evitando usar um palavrão. “Ele é mais um dos nossos que passou por lá e deixou a porta aberta para outro brasileiro chegar. Esse é o maior orgulho que a gente pode ter. Antes de mim passaram Ronaldo, Rivaldo, Romário, o senhor Evaristo… E o maior orgulho que a gente pode lembrar é que a gente passou e deixou a porta aberta para outro brasileiro vir. O Neymar deu seguimento a tudo isso, deixou a porta aberta, fez a dele bem feita e é o nosso maior ídolo hoje”, argumentou o ídolo das duas equipes europeias envolvidas na negociação.

E quando o mestre de cerimônia do evento liberou uma única questão ao público, o assunto desviou para a descontração. Ronaldinho, então, entrou no clima e revelou qual time em que atuou foi melhor à noite, fora de campo: Flamengo de 2011 ou Atlético-MG de 2013. Sem titubear, o ex-camisa 10 foi enfático no microfone. “Flamengo, disparado”.

As gargalhadas causadas com a resposta de Ronaldinho ofuscaram até mesmo a voz do mestre de cerimônia, que também não segurou o riso, mas logo retomou ao tema com uma sabatina focada na passagem de Ronaldinho pelo Barça.

Questionado sobre sua importância para o início da trajetória de Messi, o brasileiro foi comedido. “O cara desde novo já se destacava, Quando eu cheguei no Barcelona todo mundo já comentava dos destaque que ele tinha. A única coisa que eu, o Deco, fizemos foi dar uma ajudinha”, comentou, antes de brincar com o argentino. “Mas, buscou muito café para mim”.

Outro que não escapou nem da habilidade com os pés nem da língua afiada de Ronaldinho foi o ex-zagueiro Paolo Maldini, eleito pelo duas vezes melhor do mundo como o melhor zagueiro que já enfrentou. “Maldini merece todo respeito”, disse, para em seguida ser lembrado do chapéu que aplicou no italiano. “Não escapou também, não”, completou Ronaldinho.

Fique por dentro do mundo do esporte!

Receba alertas no seu computador das principais notícias do site

Por fim, o atleta revelado pelo Grêmio de Porto Alegre e com passagens por PSG, Barcelona, Milan, Atlético-MG, Querétaro-MEX, Fluminense e, além disso, campeão do mundo com a Seleção Brasileira em 2002 elegeu o seu momento inesquecível com a camisa do clube catalão.

“Ser aplaudido no estádio do maior rival. Poucos tiveram esse privilégio. Na hora eu não tinha noção o que aquele gesto ia representar. Até hoje todos falam. Hoje em dia eu me orgulho muito”, contou. O fato citado aconteceu em novembro de 2005, no estádio Santiago Bernabéu. Na ocasião, o Barcelona fez 3 a 0 no Real Madrid com dois gols de Ronaldinho e um de Samuel Eto’o.

Seja o primeiro a comentar.

Comentários




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CLOSE
CLOSE